Curso de audiodescrição: uma formação para uma profissão escassa

Algumas oportunidades de trabalho ganharam força depois que a Lei Brasileira de Inclusão – Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/15) entrou em vigor em janeiro de 2016. Uma delas é a função de audiodescritor de materiais audiovisuais. Mas para isso não basta apenas saber escrever, é necessário fazer um curso de audiodescrição.

Mas aí, você pode estar se perguntando: o que é isso?

De maneira geral, a audiodescrição traduz as imagens em palavras para cegos, pessoas com deficiência visual ou dificuldade de compreensão. Assim as principais informações transmitidas visualmente não deixam de ser percebidas.

Então, já surge outra pergunta: onde a audiodescrição pode ser usada?

O campo para atuação é bastante grande. Onde se utiliza imagens como meios de expressão, a audiodescrição deve estar presente. Exemplo: museus, cinema, programas de TV, escolas, além de conteúdos na internet, entre outros.

Entretanto, para uma pessoa ser uma audiodescritora, que já é uma profissão reconhecida pelo Código Brasileiro de Ocupações, ela precisa se qualificar, como por exemplo, por meio do Curso de Audiodescrição – Nível básico. Nele, o interessado terá contato com os principais conceitos e aprender como atuar no ramo.

De acordo com a consultora do curso, Luciane Molina, além de conhecer essa área da acessibilidade para pessoas com deficiência visual, quem tem essa formação e se aperfeiçoar constantemente tem grandes chances de se manter nesse mercado.

“O curso de audiodescrição no nível básico abre muitas portas para um novo conhecimento e oportunidades de trabalho pouco exploradas, apesar de um amplo campo de atuação, como em produtoras audiovisuais, lugares que recebem palestras e outros eventos ou escolas”, afirma.

Luciane ainda destaca que ocasiões sociais, como casamentos, batizados, aniversários e formaturas, também são oportunidades onde se pode ter um audiodescritor. “Diferentemente de outros países, no Brasil há uma grande procura por audiodescrição para esses eventos sociais”, completa a consultora, que é cega.

O curso básico, que é certificado pelo Ministério da Educação, é online e o oferece os princípios da audiodescrição. Durante o curso você tira as dúvidas diretamente com a professora Ana Julia Perrotti-Garcia, por meio dos comentários das publicações de aula.

Mais informações estão disponíveis no site: cursoaudiodescricao.com.br

Deixe um comentário