Emissoras da RMVale cumprem legislação de acessibilidade, mas ainda não oferecem audiodescrição em programas locais

Controle Remoto apontado para TV que está desfocada

Os moradores das cidades da Região Metropolitana do Vale do Paraíba vão deixar de receber o sinal analógico no dia 29 de novembro. A partir de então, apenas a transmissão digital vai estar disponível. Uma das vantagens deste sistema é a possibilidade de ter conteúdos acessíveis, como a legenda oculta e a audiodescrição, mas apenas a legendagem, destinada a telespectadores com deficiência auditiva, é aplicada em programas locais atualmente.

Dois dos maiores canais da região, Rede Vanguarda e TV Band Vale, afirmaram ao Reflexão Sobre Rodas que apenas as atrações transmitidas pelas emissoras principais disponibilizam a audiodescrição, que é voltada a pessoas com deficiência visual, em seus programas.

De acordo com Valério Fernandes, gerente de programação da Rede Vanguarda, afiliada da Globo na RMVale, a exigência de audiodescrição é menor, de acordo com as normas regulamentadoras. “Por isso, no caso da Vanguarda, a emissora cabeça de rede cumpre [a carga horaria necessária]”, disse.

Marcelo Seleghin, responsável pelo departamento comercial e projetos especiais da TV Band Vale, também confirma que o conteúdo com recurso da audiodescrição fica a cargo da geradora principal. “A obrigatoriedade atual é de 8 horas semanais para o cumprimento da norma e isso é feito no conteúdo nacional da Band Vale”, disse.

Emissoras regionais transmitem 24 horas diárias de programação com closed caption

Ambos os canais consultados pelo blog disponibilizam o closed caption durante todo o dia. Valério contou que as emissoras locais também devem obrigatoriamente disponibilizar o recurso na programação regional. “Isso visando completar e cumprir a duração exigida pela portaria, que hoje exige que todos os programas, ou seja, 24 horas, disponham o recurso”

Na TV Band Vale, Marcelo explicou que o conteúdo em closed caption é gerado pelo Sistema de Reconhecimento de Voz, tanto nos espaços regionais quanto nacionais, durante a programação inteira. Ele também falou que o programa “Equilíbrio” é traduzido em Libras, como o blog já publicou em agosto.

O Reflexão Sobre Rodas não conseguiu contato com a Record TV Vale para tratar do assunto.

Leia também: Como fazer para acionar os recursos de acessibilidade na TV digital.

Deixe um comentário