Como eram as aulas de educação física para um aluno com deficiência nos anos 90?

Estudar perto de casa, na mesma escola que meu irmão e com os amigos da rua era uma verdadeira realização para mim. Eu não precisava mais andar de Kombi por quase duas horas, tanto na ida quanto na volta e tudo que eu via era vantagem.

Na escola anterior, de certa forma, eu me sentia fora do lugar. Mas agora tudo parecia diferente, principalmente quando comecei a participar das aulas de educação física. Por mais que não houvesse um plano de atividades para um ser em cadeira de rodas, eu corria em volta da quadra no aquecimento e interagia com o pessoal durante a aula.

Certa vez, durante uma partida de futsal com o pessoal da turma que eu apitava, marquei se-lá-o-quê. Um colega do time adversário veio reclamar comigo e partiu para cima de mim, querendo tirar satisfações.

Eu, esquentadinho como sempre na época, revidei na provocação e então ele me ameaçou jogar no rio que passava atrás da escola. Assim, fui parar na diretoria por algo individual pela primeira e única vez na vida.

Naquele tempo, eu era o árbitro de quase todas as modalidades na aula de educação física. Mas essa foi a última vez que assoprei o apito para qualquer esporte que a bola fosse conduzida por pés. No Brasil, todos acham que entendem desse esporte e derivados.

Eu ainda não tinha muita informação sobre atividades físicas para pessoas com deficiência, mas fazia meus arremessos na cesta de basquete e algumas cortadas com a bola de vôlei. Definitivamente, eu era parte daquele grupo.

Na sexta série, em 1998, minha sala foi o grande destaque dos jogos interclasse da escola. O pessoal venceu quase todas as competições em variados esportes, inclusive de futebol de campo. Aliás, fiquei com o troféu e guardei por muitos anos.

Só não frequentei as aulas no último semestre da oitava série não me recordo bem porque. Essa fase me fez me apaixonar ainda mais pelo esporte nas diversas possibilidades.

2 thoughts on “Como eram as aulas de educação física para um aluno com deficiência nos anos 90?

  1. Bacana o texto Dani. Com certeza isso te deu muito mais conhecimento das regras de vários esportes. Isso no Brasil é ótimo, visto que as pessoas só dão atenção para o futebol.

Deixe um comentário