A importância dos cuidadores

Sempre incentivamos, no Guia Incisivo, a independência máxima das pessoas com deficiência, mas existem aquelas, que devido às suas limitações muito severas, têm poucas condições de se cuidar. Por isso, necessitam de auxílio de outra pessoa.

Esses cuidados podem variar bastante, mas geralmente se referem aos momentos de higiene pessoal. Basicamente, existem dois tipos de cuidadores: o profissional, na maioria das vezes, com formação acadêmica em enfermagem ou familiares que se dispõem a tomar conta do deficiente. Eles podem ser pais, mães, irmãos, tios, primos e outros.

Uma pessoa pode precisar de um cuidador por pouco tempo, no caso de uma recuperação de cirurgia ou pelo resto da vida, por exemplo, quem se torna tetraplégico ou mesmo quem tem sequelas graves de paralisia cerebral.

De acordo com o “Guia Prático do Cuidador“, do Ministério da Saúde, estão entre as principais atividades do cuidador: ser o elo entre a família e equipe de saúde e, como já foi dito, auxiliar a pessoas nas tarefas cotidianas que necessitam de esforço que ela não consegue exercer sozinha.

O cuidado com o cuidador

A estreita relação entre a pessoa cuidada e o cuidador gera, inevitavelmente, reações emocionais. Elas podem variar, como qualquer outra, raiva, culpa, medo, angústia, confusão, cansaço, estresse, tristeza, nervosismo, irritação, choro, medo da morte e da invalidez .

Esta complexidade, em muitos os casos, precisa ser acompanhada por um apoio externo de um profissional ou de um grupo que passa pela mesma situação para que, partilhando as dificuldades, seja possível encontrar caminhos para a solução de conflitos.

É muito importante também que os cuidadores tenham condições físicas de realizar as atividades, sobretudo, quando as pessoas com a deficiência são grandes e pesadas para que não ocorra acidentes, por exemplo.

Estas são apenas algumas dicas sobre cuidadores. Quem quiser aprofundar no tema, acesse o link do Guia Prático, indicado acima e procure as instituições que oferecem apoio a essas pessoas  em sua cidade ou região.

Todas as orientações são válidas para as aqueles que cuidam de idosos também.

1 comentário sobre “A importância dos cuidadores

Deixe um comentário