Cuidado na estrada

A quantidade de acidentes automobilísticos cresce consideravelmente em época de feriado ou férias. Geralmente, os meios de comunicação divulgam as estatísticas de acidentes e mortos. Mas além deles, muitas pessoas ficam com alguma sequela desses acidentes, causando deficiências permanentes ou temporárias.

Em 2009, a AACD divulgou um levantamento que apontava que 67% dos atendimentos que ela realizava, a causa era relacionada a um acidente de carro. Sete em cada dez pacientes eram homens e tinham 31 anos em média.

Grande parte fica com sequela de lesão medular, que é trauma reversível ou não na medula espinhal (coluna). Este trauma gera a perda de movimento de parte do corpo humano. Dependendo do local da lesão, ela provoca paraplegia ou tetraplegia.

A imprudência de motoristas, muitas vezes associada ao uso do álcool, é o principal motivo da ocorrência de acidentes e consequentemente de mortes e causas de deficiência. ´

O Guia Inclusivo recomenda:

É preciso ter responsabilidade não apenas com você ou seus passageiros, mas também dos outros que estão na estrada.

Se quem se propôs a guiar o carro nessas férias tiver tomado algum tipo de bebida alcoólica, impeça-o. Não permita que ele assuma direção do carro mesmo que insista. Peça para que outra pessoa habilitada e que não tenha ingerido bebida, dirija.

Se você é passageiro, não tire a concentração do motorista por qualquer motivo. Uma pequena desatenção também pode provocar acidentes graves.

Antes de sair de casa, verifique a condições do carro, como freios, luzes, extintor e itens de segurança, para que eles não sejam motivos de acidentes.

Usar o cinto e outros equipamentos de segurança é fundamental para que as consequências de um possível acidente sejam diminuídas. Os pais que tenham crianças pequenas utilizem os assentos recomendados para a idade de seus filhos.

As recomendações de segurança valem para os motociclistas também que devem observar esses aspectos ainda com mais atenção, pois os acidentes com motos costumam ser bem mais graves.

Paciência no trânsito para que todos cheguem bem a seus destinos e possam curtir as festas e as férias.

O Guia Inclusivo luta pela inclusão das pessoas com deficiência, mas não quer que você se torne um.

Acompanhe o vídeo abaixo:

Atenção: as imagens do vídeo são fortes.

Com informações dos blogs: Deficiente Ciente e Ser Lesado

Deixe um comentário