Elevador portátil, que tal?

Já pensaram em não ter que se preocuparem quando o local tiver uma escada? Assim como você tem seu próprio celular, um cadeirante ter seu próprio elevador? Pode ser que não seja desta forma, mas é o que poderia acontecer se o elevador portátil apresentado em Curitiba (PR), pela Secretária dos Direitos das Pessoas com Deficiência, pudesse ser comprado por qualquer um.

De acordo com o portal Vida Mais Livre, o equipamento pode ser usado pela maioria das cadeiras de rodas convencionais. Por não necessitar de instalação, ele permite com que seja utilizado em vários lugares diferentes onde há dificuldades de construir rampas, segundo seus desenvolvedores.

“Com os avanços da tecnologia, as novidades vão aparecendo e possibilitando cada vez mais o direito das pessoas com deficiência de se locomoverem com segurança a praticidade”, disse o secretário dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Irajá de Brito Vaz.

Ainda para o secretário, o elevador portátil é uma inovação que logo estará disponível em vários segmentos da sociedade. “Sua utilidade e fundamental e o seu custo beneficio baixo, fazem com que ela se torne indispensável em locais que não possuem acessibilidade e não tenham como serem acessíveis”, acrescentou o secretário.

Nota do blog: Pelas imagens vistas pela internet, não é possível afirmar que equipamento seja realmente segura. Se for, não deixa de ser uma grande possibilidade para quem se interessar.

É imprescindível que o equipamento seja seguro, pois pessoas que não possuem controle de tronco do seu corpo poderiam se desequilibrar facilmente.

Mas, afinal, o que vocês acharam dessa novidade?

2 comentários sobre “Elevador portátil, que tal?

  1. Eu tenho uma cadeira escaladora ( uma evolução do mecanismo apresentado), há cerca de 1 ano e meio, já que meu marido tem esclerose lateral amiotrófica (ELA), moramos em uma casa com 2 andares ( na verdade 2 e 1/2) e ele estava parando de caminhar, essa foi a melhor solução pra que ele tivesse acessibilidade à toda casa e , como ela é desmontável, portátil, à outros lugares tb!
    O custo é comparável à uma boa cadeira motorizada ( ainda caro demais), mas existe a linha de crédito do BB . Custaria bem menos se tivéssemos isenção de impostos para produtos importados de tecnologia assistiva!

  2. Olha, muito bom. Recentemente fui a Goiânia e a Brasília. Nem um nem outro aeroporto dispõe de Ambulift para nós cadeirantes. A tal cadeira automática??? Com defeito tanto a da TAM qto a da GOL. Ou seja, eles estão se lixando para pdf´s.
    Ou vc fica em casa, ou se arrisca igual eu fiz.
    Quem sabe o preço dessa maravilha?

Deixe um comentário