Livro: Sopro no corpo – Vive-se de sonho

Autor – Marco Antonio de Queiroz

Gênero – Autobiográfico

1ª Edição 1985 – Editora Rocco
Edição Atualizada 2005 – Editora Rima Especial

O livro é a autobiografia de Marco Antonio de Queiroz. Como o próprio nome sugere, ele possui deficiência visual desde os 21 anos, por complicações ocasionadas pelo diabetes que adquiriu aos três anos.

Queiroz relata suas experiências e a forma em que vê o mundo aos 28 anos, quando escreveu o livro. Entre elas, a experiência de já ter enfrentado a descoberta do diabetes e na juventude conviver com a impotência sexual.

Suas palavras suaves e bem humoradas permeiam suas histórias, que não são poucas. Por não aceitar o rótulo de “superação” ao compartilhar seus feitos diante das dificuldades, ele encara tudo que realizou como um “exercício ativo da vida”.

A perda da visão aconteceu gradualmente e ele pôde aprender que a deficiência não é um fardo e sim complicação como qualquer outra.

O livro tem mais de 25 anos, e depois de várias reedições, ainda é referência para muitas pessoas que querem entender e aprender a respeito da inclusão das pessoas com deficiência, não somente a visual, mas para todas.

Na reedição publicada em 2005, 20 anos depois, ele relata com mais propriedade suas experiências. No prefácio desta mesma edição, a pedagoga, especializada em educação especial, Valdelúcia Alves da Costa, destaca: ” O acolhimento da deficiência contribuiu não apenas para o desenvolvimento humano de Marco Antonio e para o enfrentamento do preconceito e da discriminação presentes em seu cotidiano, como também para a conscientização das pessoas em seu entorno”.

Ela ainda escreve: “Ao refletir sobre a condição de ser deficiente visual, Marco Antonio revela em seu livro que sua capacidade de discernimento, escolha e decisão nunca estiveram fora de foco, podendo exercer seus papéis e funções sociais, contrapondo-se à percepção da sociedade preconceituosa que tenta reduzir a pessoa deficiente à sua deficiência.”

Deixe um comentário