Sapato novo

Todos nós usamos sapatos e cada um tem a sua preferência de tamanho, cor ou modelo. Mas é certo que todos trocam quando ele fica meio surrado, quase furado de tanto usar.

Com quem anda de cadeira de rodas, a história é um pouco diferente, a sola do sapato não se desgasta, aliás, na maioria das vezes ela fica intacta. Mas já pensaram que este desgaste todo pode se transferir para a cadeira de rodas, ou melhor, para os pneus?

Igual a um carro, quando o pneu fica careca, a dificuldade para tocar a cadeira de rodas aumenta e muito. Ela deixa a roda pesada e com o maior risco de furar e eventualmente rasgar com um simples percalço a sua frente.

Minha cadeira manual já está precisando de uma reforma total, ou quem sabe, uma nova daqui um tempo. Mas o que realmente estavam prejudicados nela eram os pneus, os quatro, sem exceção.

Chegou um dia que a situação estava tão crítica que não teve jeito. Só que por aqui não há lugares especializados em vender peças para cadeira de rodas na região, eles costumam vender somente o produto completo.

A solução foi olhar a placa do carro, ver se não estava no rodízio e seguir com destino a São Paulo para comparar o conjunto de pneus novos.

Agora estou de pisantes (ou seriam rodantes?) novos e ficou muito mais fácil e confortável tocar a cadeira. Realmente os gominhos fazem a diferença. E além da funcionalidade, claro que a deixa muito mais apresentável.

Deixe um comentário